22/02/2009

ALEGRIA, ALEGRIA????

Doa a quem doer, mas eu detesto carnaval...

Vá lá dar uma espiada no desfile das escolas de samba, que investem uma fortuna nos adereços, carros alegóricos e companhia, são criativas e, enfim, dá até pra perder um tempinho na frente do sofá e prestigiar sem morrer de tédio...

Agora carnaval de rua, clubes, blocos, aquela chatice recheada de bêbados insuportáveis, inconsequentes e irresponsáveis...affff...

Ainda mais quando estamos ali com a miserável missão de fazer a cobertura jornalística...

É pagar os pecados pelas próximas encarnações, meu Deus...

Acabo de voltar da cidade de Goiás, que recebe milhares de turistas durante este feriado...e por mais uma vez coloquei meus nervos à prova...A tv onde trabalho (afiliada da Rede GLOBO) determina o uso da camiseta padrão da emissora no Brasil todo para cobrir o carnaval e qualquer participação dos repórteres deve ser com a mesma...

Quando li na pauta que iríamos registrar o desfile do Bloco dos Sujos já vi que a coisa corria um sério risco de “desandar”...Dito e feito...

Não durei cinco minutos limpa...Foi o tempo de entrevistar umas três pessoas pra chegar um engraçadinho e derramar uma água gosmenta com uma mistura de lama, esterco e tinta sobre nossa equipe...

Roupitcha da repórter foi pro beleléu...o carro da reportagem, branquinho, ficou parecendo um cavalo apaloosa...desastre total...

Antigamente eu já estava acostumada ao ataques com confetes, espumas, até uns respingos de cerveja, mas essa lambreca foi demais para mim...

Os babacas não se tocam que estamos ali trabalhando, tentando divulgar da melhor forma a festa...mas não...preferem agir como perfeitos “espíritos de porco”...resultado, fomos orientados a não dar mais espaço na mídia para a palhaçada irresponsável, que de quebra, em anos anteriores costumava sujar mais do que a simples roupa de repórteres...eles detonavam as fachadas de imóveis tombados pelo Parimônio Histórico da Humanidade, na antiga capital goiana...

Nada de "pierrots e colombinas"...sobram só os "mais de mil palhaços no salão"...

E todo ano é a mesma ladainh no desfile deste bloco: passado o período do “vamos nos divertir sujando quem está trabalhando” chega a fase de “vamos cair em coma alcoólico”, na seqüência vem o “vamos para a cadeia após esfaquear alguém” e pra fechar com chave de ouro tá cheio daqueles cujo  “destino é o IML depois de capotar o carro chapado de bêbado”...

Não adianta...este glamour todo que tentam mostrar, cheio de alegria, diversão, samba no pé ...conversa fiada...as conseqüências são assustadoras...e sei o que estou dizendo...

E ainda me perguntam porque não gosto desta bobagem...

Mas nem tudo está perdido...lá mesmo, na cidade de Goiás, um grupo mais consciente tenta resgatar o lado bom do carnaval ( que eu cuuuusto a admitir...)

Eles incentivam a festa em família, os concursos de marchinhas, com letras que ressaltam as belezas da cultura e da região! Proibiram o uso de vasilhames de vidro pra evitar acidentes e o som automotivo barulhento no Centro Histórico!

Ponto pra eles!

Quem sabe um dia não me convencem que essa história de carnaval pode ser uma boa????

 

Por enquanto, prefiro curtir um bom rock’n roll na tranqüilidade do meu “lar, doce lar”!!!

02:16 Écrit par Observatoire a dans Général | Lien permanent | Commentaires (1) |  Facebook |

Commentaires

Infelizmente tem sempre uns babacas que não sabem se divertir,né?
Particularmente eu sempre gostei dos desfiles das escolas de samba do Rio. Acho tudo muito magico e lindo. De resto,prefiro ficar no conforto do meu lar,ou fazer alguma viagem onde o carnaval de rua não exista,rss

Lamentavel o que fizeram com vcs,Monica.
Beijos!

Écrit par : DO | 25/02/2009

Les commentaires sont fermés.