06/06/2005

A EUROPA DO NÃO!

Muito se fala e se especula sobre os resultados dos referendos (plebiscitos) realizados em alguns paises para a aprovação do projeto que prevê a instalação da Constituição Européia. Já toquei algumas vezes no assunto aqui no blog quando a Espanha votou (e optou pelo SIM)...e estou longe de me julgar especialista no assunto para dar alguma explicação, mas tenho minhas interpretações sobre o tema. Ainda durante o curso de Relações Internacionais tive a oportunidade de ter acesso a uma análise mais profunda do assunto durante aulas e seminários sobre “Actualités de l’Union Européenne” com uma excelente professora (Genevieve Tuts, membro do Comité de Representantes Permanentes da Bélgica na União Européia). Desde então, ela alertava para a necessidade e, ironicamente, para os perigos de se realizar um plebiscito sobre a implantação da Constituição. A dualidade existe porque, ao mesmo tempo em que se reconhece o direito do povo em participar de decisões importantes como esta, vale ressaltar que este mesmo povo se interessa e se informa muito pouco (ou quase nada) sobre o assunto – que é complexo -  e se torna facilmente manipulável.

E acredito que foi exatamente o que aconteceu na França. Partidos políticos como os de extrema direita e dissidentes da esquerda, aproveitaram o referendo para fazer ataques ao governo que hoje se encontra no poder. A população, descontente (e com razão) com a atuação de Jacques Chirac, viu na votação pelo NÃO uma forma de sancionar, punir, passar seu recado ao atual presidente. O povo quer mais emprego, quer políticas sociais mais justas, julga que a abertura de mercado é exagerada e sem compreender as reais modificações que a Constituição poderá trazer, preferiu o “status quo” que se impõe pelo NÃO do que mudanças que podem ser benéficas.

Um dos objetivos centrais da Constituição Européia é justamente corrigir erros (graves) dos Tratados (como de Nice e Maastritch, por exemplo) que hoje permitem a União Européia de existir, mas já estão capengas e ultrapassados. Com a entrada dos novos países membros na Europa de 25 (e em 2 anos recebendo ainda mais dois países), estes tratados se tornaram inócuos, ineficazes. O projeto prevê regras para fortalecer a União Européia e permitir que ela faça frente ao domínio americano e ao nova potência chinesa, que ameaça a saúde financeira dos maiores mercados mundiais. Que existem pontos falhos no texto, isso é claro, mas de maneira geral, a Constituição não suprime a soberania dos países membros, ou uma série de tolices que os partidos oportunistas fizeram crer para ganhar mais adeptos do NÃO, com o objetivo implícito de se fortalecerem.

Jogando com temores (justos e compreensíveis) de uma população afetada, distorceu-se a verdadeira finalidade da votação. Na Holanda, manipulou-se o NÃO em torno da política de imigração e dos conflitos étnicos. O assassinato  do liberal Theo Van Gogh, em novembro de 2004,  por um radical islamista holandês de origem marroquina, foi o mote da campanha pelo NÃO, sendo que um fato (a carta da Constituição) não tem relações diretas com o outro.

O povo manifestou, com propriedade, suas inquietudes e os políticos devem ficar atentos a elas, mas foram feitas na ocasião errada. Na França, o momento de sancionar Chirac foi em 2002, quando uma abstensão recorde se abateu sobre o pais e o líder de direita (hoje odiado pela maioria) tirou proveito da situação e se reelegeu presidente. Na hora de ir as urnas mostrar seu repúdio e fazer melhores escolhas, o povo se calou...e na ocasião errada, resolveu se manifestar sem grande conhecimento de causa.

O Parlamento ainda tem cartas na manga para salvar o projeto constitucional, mas é verdade que sem a legitimação pelas urnas com o voto popular, ela perde parter de suas forças. A lição que tudo isto deixou para mim é que, mesmo no primeiro mundo, o cidadão ainda está longe de reconhecer seus deveres e a importância de se manifestar na hora correta. E quando decide correr atrás do prejuízo, arrisca a meter os pés pelas mãos e a servir de marionetes nas mãos de oportunistas. 

11:53 Écrit par Observatoire a | Lien permanent | Commentaires (8) |  Facebook |

Commentaires

Vc merece.... Hei, amiga...que delicia esse SPA...ai bem que eu estava precisando passar um dia desses com tudo de bom ...aiaiai...massagem no corpo e nos pezinhos, entao ..e minha paixao!!!...hahah...mas vc merece, ne!!..afinal, depois de tanto esforco e tempo de relaxar e se preparar para a contagem regressiva...quanto ao plesbicito para a nova constituicao da UE,sempre tem os manipuladores...mas acho que os interessados devem procurar dar o maximo de i nformacoes e isso requer tempo e boa vontade...assime vita-se mal entedidos e desconfiancas entre a populacao....mas passei para te desejar uma otima semana com muito divertimento, passeios e claro, muito amor em sua vida...beijossssssss

Écrit par : Kelly Solheim | 06/06/2005

oi Bom,Monica,nada como uma amiga jornalista e esclarecida,heheheh
Concordo com tudo o que vc colocou e penso exatamente igual.
O mundo esta mudando de forma muito rapida e ,não creio,que os povos estejam preparados pra isto.
Este assunto vai longe.
Grande beijo!!

Écrit par : DO | 06/06/2005

ola pois e Monica. Aqui na Alemanha 90% e contra, mas nao houve plebiscito. Nos jornais so se fala sobre isso e eu penso ca com meus botoes que a polemica esta apenas comecando. Os argumentos para o "nao" sao os mesmos apontados pela Franca e Holanda. A Alemanha nao quer bancar mais nada. Ta falida ou falindo e a galera joga a culpa na UE, no euro etc e tal quando o buraco me parece ser mais em baixo.
Abraco

Écrit par : ana | 06/06/2005

... Não tenho nada a acrescentar, você disse tudo! E de forma clara e bem compreensível! Perfeito!
Vamos ver no que vai dar isso tudo... Espero que cheguem numa conclusão coesa, não só para o bem da Europa, mas para o bem do mundo!
Beijo!

Écrit par : Tolee | 07/06/2005

que post mais bem escrito... adorei.. acho que vc tem mais do razao em tudo que escreveste.. apesar de estar fora ha mais de 4 anos.. imagino que as coisas nao tenham mudado pra melhor... ao menos por tudo que chega aos meus ouvidos atraves de vcs...
Estive lendo alguns posts anteriores.. afinal ja fazia um tempinho que nao aparecia aqui...e imagino como vc esteja se sentindo.. afinal um mestrado fora.. é muita pressao.. me lembro que no dia da minha prova oral, eu que domino o alemao muito bem.. fiquei quase muda.. tinha ate problema pra controlar o som da minha voz de tanto nervosismo.. sai da sala e chorei tanto que quase qu alaguei o corredor..kkk a pressao era tanta que tinha que sair por um lado... só posso orar pra te dar bastante força.. e te iluminar em todos os momentos... admiro vc demais e tenho a certeza que vc vai manejar tudo de maneira brilhante como vc é...
Qaunto a volta ao Brasil.. digo por experiencia propria.. entretanto nao apos três anos e sim após 11, ao menos a minha tentativa fracassou..
mas vc conhece minha historia.. sai de casa com 17.. e 11 anos pra uma menina de apenas 17, é demais.. eu sinceramente depois de 11 anos me senti como um peixe fora d'agua.. , mas minha situaçao era diferente.. eu ja estava casada.. meu marido na Alemanha, eu no Brasil.. enfim nao aguentei.. tua situaçao é diferente, ainda que teu coraçaozinho tb tenha razoes de sobra pra querer ficar na Bélgica.. seja como for e decidas o que decidir.. espero que mantenhamos sempre o contato.. torço muito por vc.. beijocas bem gdes xará.. e toda sorte do mundo.. estarei orando e numa corrente possitiva nesses dias com vc.. podes estar certa disso!!!! bisou

Écrit par : tua xará | 07/06/2005

É isso aí! Gostei e concordo com tudo o que vc escreveu. O problema é o povo aprender a se manifestar na hora certa e com coerência, que está faltando. Colocam a culpa de todas as mazelas que acontecem na Europa agora no Euro, na UE. Acho burrice mesmo! Beijinhos

Écrit par : Marcela | 07/06/2005

Legal! Puxa, Mônica, que análise legal! Eu estava querendo muito saber pq a França e a Holanda votaram não, e vc esclareceu todas as minhas dúvidas! Uau, adorei! :)

Écrit par : Priscila | 07/06/2005

oi Oi querida..aproveitando todos os minutos????
Aqui estamos bem...mas sempre ocupados!!! Nicolas está bem..tirando a colica....eu q estou sem tempo pra sentar e escrever...apesar que stou sempre aqui lendo!!!
beijos e boa semana!!!

Écrit par : cris | 08/06/2005

Les commentaires sont fermés.